in

Quatro mulheres são indicadas para integrar a equipe de transição do governo Bolsonaro

Os nomes das quatro escolhidas para integrar a equipe de transição, devem ser divulgados oficialmente nos próximos dias no “Diário Oficial da União” 

Pelo menos quatro mulheres deverão fazer parte da equipe de transição do do governo Jair Bolsonaro (PSL).

Até o momento dos 27 anunciados oficialmente não havia nenhuma mulher, mas na última terça-feira (6), foram anunciadas as quatro que serão nomeadas.

São elas:

  • Clarissa Costalonga e Gandour – Doutora em economia
  • Liane de Moura Fernandes Costa – Ex-tenente do Exército
  • Márcia Amarílio da Cunha Silva – Tenente-coronel do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal
  • Silvia Nobre Waiãpi – Tenente do Exército

Nesta quarta-feira (7), o Presidente eleito Jair Bolsonaro publicou através de sua conta na rede social Twitter, que não está preocupado com “cor, sexo, ou sexualidade”, das pessoas que farão parte de sua equipe.

“Não estou preocupado com a cor, sexo ou sexualidade de quem está na minha equipe, mas com a missão de fazer o Brasil crescer, combater o crime organizado e a corrupção, dentre outras urgências.” , escreveu o Presidente no Twitter.

Ele também foi questionado sobre a presença e mulheres na composição de seu ministério.
 “Tem 10 ou 12 vagas em aberto. Pode ter, com toda certeza vai ter”, declarou.

A tenente do Exército Silvia Nobre Waiãpi — Foto: Exército Brasileiro

A tenente-coronel do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal Márcia Amarílio da Cunha Silva — Foto: Reprodução

 

Transição

A equipe de transição já está em funcionamento, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) em Brasília.

Até agora, 27 nomes já foram anunciados oficialmente – a equipe pode ter até 50 pessoas nomeadas em cargos mais aquelas que integrarão o grupo, mas não terão cargo nem remuneração.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇


Thumbnails" widget to render:

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Tropa de Elite de SP é treinada para usar armas de guerra em ação contra o PCC

Fernanda Lima é detonada por Eduardo Costa após caso Bolsonaro: ‘Imbecil’