in

Professora petista é detida após chamar eleitor de Bolsonaro de “preto e pobre”

A mulher foi detida por injúria racial, pagou fiança e foi liberada na madrugada de domingo (28).

A professora Gilmara Craveiro dos Santos, foi detida e indiciada por injúria racial em Sobral, no Ceará, na madrugada do último domingo (28), depois de ter ofendido homem eleitor do novo Presidente da República, Jair Bolsonaro do PSL.

Segundo informações da Polícia Regional de Sobral, a mulher começou uma discussão dentro de um restaurante e disse que Policarpo Rodrigues era “preto, pobre e não sabia votar”, já que o homem declarava seu apoio ao então candidato Bolsonaro.

Na internet começou a circular um vídeo onde se confirmam as agressões verbais, nele é possível ver Gilmara afirmando: “Ela [professora] virou e falou para ele: ‘você vota no Haddad porque é preto e pobre”.

Quebrando o Tabu e Catraca Livre, páginas de esquerda que se dizem representantes das minorias, até o momento do fechamento desta matéria sequer mencionaram o fato.

 


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇


Thumbnails" widget to render:

What do you think?

2 points
Upvote Downvote

Jair Bolsonaro é o novo presidente eleito do Brasil

Turnê de Roger Waters no Brasil será investigada