in

O doutor mais jovem do Brasil é negro e filho de pedreiro e costureira

Um exemplo a ser seguido, Guilherme enfrentou muitas dificuldades em busca de seus objetivos 

Guilherme Lopes se tornou, aos 26 anos, dois meses e 26 dias, ser tornou o mais jovem doutor do Brasil.

Sua tese de doutorado em biotecnologia foi aprovada na UFPI, em Paranaíba.

O tema apresentado por Guilherme foi: “Bioprospecção da bergenina isolada de Peltophorum dubium, com ênfase nas propriedades antioxidantes e anti-anti-inflamatórias: aporte para o desenvolvimento de novos fitomedicamentos”.

O rapaz vêm de origem humilde, natural de Piripiri, no Piauí, é filho de um pedreiro e uma costureira.

Aproveitou a oportunidade que teve de estudar um ano fora, na Espanha, através de bolsa de estudo, onde aperfeiçoou  sua pesquisa no Departamento de Farmacologia da Universidade de Sevilla.

Estudou sempre em escola pública, Guilherme, fez ENEM e PROUNI, facilitadores para que conseguisse bolsa de estudos no curso de Biomedicina da Faculdade Maurício de Nassau, na capital Teresina.

“Hoje, pude olhar pelo retrovisor da vida e vi que cheguei até aqui porque nunca vim sozinho. Me lancei ao novo, vivenciei o inesperado, saboreei o doce e o amargo, mas em todo o tempo o Todo Poderoso cuidou de mim”, disse Guilherme.

Atualmente, ele é professor da Faculdade Chrisfapi, onde ministra disciplinas nos cursos de Farmácia e Enfermagem.

E uma grande inspiração para jovens que sonham em se tornar doutores.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇


Thumbnails" widget to render:

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Internet resgata vídeo de Claudia Leitte assediando participante do The Voice

Depois das polêmicas e crise de ibope, ‘Amor e Sexo’ chega ao fim