in

Ministro do TSE nega pedido do PT para cassar chapa de Jair Bolsonaro

A Corte, negou as medidas cautelares pedidas pela coligação de Haddad, como a cassação da chapa do PSL e a ordem para busca e apreensão nas empresas citadas pela matéria da Folha no suposto esquema de envio de mensagens em massa

Baseado em uma matéria divulgada pela Folha de São Paulo na última quinta-feira (18), que dizia que empresários teriam comprado impulsionamentos de mensagens enviadas em massa através de WhatsApp para denegrir a imagem de Fernando Haddad do PT, a coligação petista entrou com pedido de impugnação da campanha do candidato Jair Bolsonaro.

O ministro do TSE Jorge Mussi aceitou a investigação, mas negou as medidas cautelares impetradas pelo PT. Portanto o pedido de cassação da chapa de Bolsonaro já foi negado pelo ministro.

Outra medida negada, foi a busca e apreensão na casa de empresários que supostamente teriam pago pelas mensagens no WhatsApp.

A coligação do PT, também pediu a suspensão do WhatsApp em todo território nacional até o período das eleições. Outra medida que foi negada pelo ministro.

“O TSE tem se orientado, quanto ao tema, no sentido de prestigiar a liberdade de manifestação do pensamento, de expressão e de informação”, argumentou na decisão.

De acordo com o ministro, toda a denuncia consiste apenas em uma publicação jornalistica que não apresenta qualquer prova ou materialidade.

 


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇


Thumbnails" widget to render:

What do you think?

1 point
Upvote Downvote

TSE prossegue ação do PT contra Bolsonaro, mas nega busca e apreensão em empresas

Sem Bolsonaro, Record cancela debate presidencial